Brincando Com O Consolo

73 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

73 seg

Categoria:

Tag: , ,

Brincando Com O Consolo

Brincando Com O Consolo

No começo a Bruna até que aceitou, mas quando eu forcei o pau dentro daquele buraquinho ela soltou um berro e escapuliu. "(escrito por Kaplan)"Os meus olhos rodaram duas voltas nas órbitas e atingi um orgasmo poderoso, sentindo os seus dedos ainda a moverem-se no meu pau.

ela perguntou se o padre se sentia melhor ele disse que sim. Aí eu fiquei loco, mas ainda inseguro se devia interagir. O meu casamento estava por um fio…tinha transado com meu sogro e me revelado uma putinha totalmente vadia!rnSempre fui muito responsável e estava prestes a me tornar uma mulher rica tinha deixado acontecer essa leviandade…eu estava me odiando…e foi então que meu sogro chegou ao meu lado e me deu um tapinha no meu bumbum e disse:rn-vou te esperar pra almoçar-mos juntos…não demora minha nora querida…estou com muita fome…depois do nosso joguinho!rnAté estranhei o jeito carinhoso com ele tinha falado comigo…estava esperando que ele me chamasse de puta à toa e dissesse pra eu ir embora…que não ia deixar o filho se casar com uma vadia engolidora de porra. Fiz ele veio de frente, olhando nos meus olhos como se eu fosse um tesouro monumental, colocou os braços em volta do meu pescoço. Veja bem: não é para comer o entregador, só a pizza, viu?Rimos, ficamos na cama brincando até que nos avisaram que o entregador já ia até nosso quarto levar a pizza.

Ficara ausente um tempo, dedicando-se mais ao tio da cidade e agora era a vez de dar uma colher de chá para o tio da fazenda.

O ar condicionado gelado do quarto, não dava vazão para o que estava acontecendo ali. Eu escrevi:– Espere um pouco que eu vou colocar uma calcinha e pegar meu consolo, quero imaginar que é você metendo no meu cu…Eu tinha um vibrador de uns 20 cm, grande mas parecia ser bem menor e mais fino que aquele caralho descomunal dele…No que ele disse:– Não demora que eu to quase gozando e quero que você assista meu pau dando leite…Eu já estava montada, mas queria me produzir um pouco mais para ele… Eu sentia que podia ser pra ele que eu daria meu rabinho pela primeira vez, o que eu ansiava há algum tempo. Ele me olhava comcara de tarado e falava: “isso amorzinho, seja a putinha dele também. Fomos para um motel perto de casa, ficamos uma hora esperando uma suíte, no maior amasso dentro do carro. Deixei a calcinha por último, queria olhar bem de perto o que havia por baixo dela quando a arrancasse.