Casada Vadia Diz Que Adora Porra Na Cara

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Casada Vadia Diz Que Adora Porra Na Cara

Casada Vadia Diz Que Adora Porra Na Cara

Chamava-se Luciana e era toda linda: 35 anos, alta, rosto bonito, pernocas torneadas, sorriso contagiante, um colírio para os nossos olhos, os seus alunos! Não preciso dizer que todos nós estávamos caídos de quatro por ela e que muitas e muitas masturbações foram executadas em seu louvor nos WC da Faculdade…! Mas era casada e parecia ser muito séria, embora parecesse se divertir bastante com o frisson que a sua presença sensual e encantadora produzia em nossa turma, predominantemente masculina.

MAL ELE SAI E LEVO O MAIOR SUSTO COM MEU MARIDO CHEGANDO DO MEU LADO…ME OLHA APAIXONADO E DIZ QUE DEVO TER REALIZADO UMA FANTASIA DA JUVENTUDE…ME ABRAÇA, ME BEIJA, VAI SE AJOELHANDO À MINHA FRENTE E COMEÇA A LAMBER A PORRA QUE ESCORRE PELAS MINHAS COXAS…EM SEGUIDA AFASTA MEU BIQUINI, PASSA A LÍNGUA SOBRE O MEU GRELINHO ESPALHANDO A PORRA QUE GUARDAVA NA BOCA…SENSAÇÕES DELICIOSAS PERPASSAM PELO MEU CORPO INTEIRO E O TESÃO ME INVADE COMO UM ROJÃO E ME LEVA ÀS ALTURAS DE TANTO PRAZER QUE RECEBO DAQUELA LÍNGUA MARAVILHOSA, QUE ATÉ HOJE CONTINUA A ME ENCANTAR…"vou gozarr renataaaa- ela sem tirar a boca deixou a os labios em cima da cabeça passando a lingua emvolta da mesma e entao gozei tudo que havia segurado –"Uma das pessoas que Meg conheceu quase por acaso foi o Orlando. Ela gemia e gritava, alcancei o controle-remoto do som e aumentei o volume, então disse em seu ouvido: Pode gritar sua vadiazinha, vagabunda, safada.

Olhei para ela e disse que era uma ocasião diferente estar preparando a buceta da minha mulher para que outro comesse!Ela ficou linda! Como sempre! Mas naquela noite estava radiante, parecia que a natureza a colocava como dominadora da situação.

Mas tarde já em Blumenau saimos eu minha esposa e Convidamos ela novamente para ir junto e ela aceitou de pronto e mais uma vez eu vi ela em uma felicidade incrivel, Já no Hotel eu e minha esposa começamos a conversar e foi quando minha eposa comentou que A fabiana tinha reclamado com ela sobre o seu namorado, que nunca saia com ela, que quase nunca ia a praia e que o namorado gostava de trocar ela para sair com os amigos e que quase nunca procurava ela que sá transavam de vez em quanto, e perguntou se ela achava isso normal.

Parei, me afastei e ordenei: vira! Apesar da confiança imperando na ordem, senti receio de não encontrar anuência.