Espiando Minha Irmã Gêmea Dando Para Meu Namorado

Espiando Minha Irmã Gêmea Dando Para Meu Namorado

Espiando Minha Irmã Gêmea Dando Para Meu Namorado

-Caralho!!! Como tu ficou sabendo disso? Tu fica espiando eles sempre?-Claro que não, só que um dia me acordei de madrugada com muita cede e acabei escutando eles fudendo.

Contador taradoAmanda: Podemos ficar nós duas na cama?"Tudo começou quando eu tinha 15 anos, era viciada em vídeos pornô e em hentai (desenhos pornô japoneses)me masturbava sempre que assistia alguma dessas coisas, as vezes chegava a ver umas cinco vezes por dia, e em todas elas eu me masturbava; Então reparando em tudo isso pensei que quando eu tivesse minha primeira vez eu seria indiferente, pensei que não ligaria para com quem eu estaria fazendo, ou até mesmo quando, mas isso mudou quando eu conheci o John (fictício), viramos muito amigos, mas sem querer eu me apaixonei, já se passaram quase um ano, agora tenho 16 anos e continuamos amigos, até hoje ele não sabe que sou apaixonada por ele, mas a gente conversava tanto e todos os dias e isso só aumentava, confesso que não sou apenas apaixonada por ele, sinto uma atração sexual imensa… As vezes fazíamos sexo virtual e eu ficava louca querendo que ele estivesse comigo de verdade, me beijando, me colocando em seu colo, chupando meus seios e dando pequenos puxões em meu cabelo… Mas sabia que não iria passar disso, afinal éramos apenas amigos.

dei uma ajudinha dando uma lambida no pau do Paulo e passei a lingua no cuzinho da minha esposa deixando saliva nele pra melho entra pauzão de Paulo, fui tirando fotos de duas varas grandes e negras fazendo um sanduiche da minha esposinha tão frágil no meio daqueles grandalhões, ela começou agemer tanto e tão alto que fui obrigado a colocar meu pau na boquinha dela que agora só gemia abafado, era lindo de se ver ainda tirei mais algumas fotos e não aguentando mais em ver aquela cena linda gozei muito na boca de minha mulher que tratou de engolir todo meu leitinho ate a última gota… – olha meu corninho viado, olha como é gostoso dar pra dois machos de verdade… hummmm e gemia alto , me chamava de corno e viado e mandava eu aprender como se faz com uma putinha na cama… hummm confesso que não demorou muito, acho que com a ajuda da cena e do energético logo meu pau tava duro de novo, e mais lindo foi ver quando Paulo tirou o pau de dentro do cuzinho dela, arrancou depressa a camisinha e Jorge fez o mesmo, saiu da bucetinha dela e os dois em pé e minha esposa de joelhos levou uma chuva de jatos de porra no rostinho que lambuzou toda a boquinha dela, os cabelos e os seios, tudo registrado por fotos, ai me aproximei dela e dei um beijo na sua boca cheirando a pica e espalhei o creme dos dois pelo rosto, pescoço e seios dela que gemia de tanto ter gozado.

Mas não conseguia ficar tranquila, então resolvi ligar na empresa e disfarcei e perguntei se o Marcelo, pai do meu namorado estava la, a secretaria disse que tinha saído a pouco tempo e que voltaria somente no próximo dia, então falei que era uma cliente e que depois voltaria a ligar, meu tesão foi millllll, juntou consciência pesada excitação ao mesmo tempo, estava deitada de costas pra janela então peguei meu celular e pelo vidro comecei a observar se via algum movimento no rumo da janela, pra minha surpresa, a janela estava um pouco mais aberta e pude ver que tinha um movimento, com certeza era meu sogro, com medo e tesão resolvi ficar ali tomando sol e com certeza meu sogro estava apreciando meu bumbum quase nu, e ele estava a uns 4 metros de mim, pois a janela não ficava distante de onde estava tomando sol, então tive a ideia de dar um zumm e firmar disfarçadamente no rumo da janela, coloquei meu celular do meu lado e deixei filmando por mais ou menos 4 minutos, ao conferir as imagens pude ter a certeza, era meu sogro, estava com camisa branca como tinha visto quando fui pegar a chave, e para minha surpresa na filmagem do celular dava pra ver que ele estava se masturbando pelo movimento do braço, minha bucetinha molhou na hora, tesão a flor da pele, sabia que estava somente nos dois, a vergonha tinha acabado e a vontade de ser possuída era enorme, resolvi tomar uma ducha e com óculos escuro, fiquei olhando disfarçadamente ele me olhando pela fresta da veneziana, quando entrei debaixo da ducha comecei a passar a mão pelo meu corpo, fiquei de costa pra ele e com meu biquíni totalmente enfiado, pois era somente um fio atrás inclinei o corpo como se fosse lavar meus pés e abri sutilmente as pernas pra ele apreciar bem, senti o fio do biquíni entrar no meu cuzinho e na minha bucetinha, quando caminhei em direção ao local que estava deitada, percebi que o biquíni tinha deixado os lábios da minha bucetinha de fora, e os bicos do meus seios estavam quase furando o fino e estreito tecido da parte de cima do biquíniEntão deitei virada pra cima e abri as pernas pra ele olhar a norinha cheia de tesão, olhei pra minha bucetinha toda depiladinha exposta pro meu sogro, estava louca de tesão, de óculos escuro fiquei so olhando meu sogro movimentando dentro do quarto, com certeza ele estava massageando o enorme cacete, que segundo seu filho falou que ele possuía, de repente meu namorado liga, eu atendo e ele pergunta como estava tomando sol, falei que estava pegando fogo de tanto tesão que o biquíni tinha me deixado muito tesuda que estava louca pra ele voltar para transarmos, meu namorado enlouqueceu do outro lado da linha, ai tirei uma foto do meu corpo com o biquíni deixando toda minha xaninha de fora, quando ele recebeu a foto ele disse nossaaaaaaa, que tesão, ai ele falou cuidado que meu pai chega as 18:00h e se ele te ver aí desse jeito vai pegar mal, então eu disse vai pegar mal mesmo pois estou 99% nua esses biquínis são uma loucura, e pior que adorei usar, ele sorriu e disse, mas cuidado com meu pai, então eu perguntei se ele me visse assim será que ele ia gostar, meu namorado respondeu se ta louca pela foto levanta um cacete até de um velhinho de 100 anos, aí eu brinquei será que levanta mesmo, e se o velhinho for pintudo igual seu pai, aí ele sorriu e disse , qualquer pau, ai ele emendou meu pai há dois meses tava pegando uma moça aí em casa e fudeu ela tanto tempo que fiquei ate com inveja, a moça gemia e gritava tanto que acabei batendo uma, aí chamei ele de safado, e terminamos a conversa, minha xaninha toda olhadinha de tesão e meu sogro so me filmando pelo quarto, então resolvi provocar pulei na piscina dei uns mergulhos deixando meu bumbum pra fora da água e quando sai fiquei de quatro com a bunda bem empinada em direção ao meu sogro, fiquei nessa posição uns 30 segundo e comecei a passar bronzeador pelo corpo, de repente ouvi uns gemidos fortes e abafados vindo do quarto, era meu sogro gozando gostoso, então não aguentei de tesão e fui para o banheiro e bati uma,e tive um orgasmo intenso, imaginando meu sogro gostoso pintudo me fudendo, depois voltei recolhi minhas coisas e fui embora. – Natalia: Desculpe, você não quer almoçar comigo? (não sei como tive coragem de dizer isso)Sou o Nerd tenho 33 anos somos de sp capital e sempre fui muito tarado, porém muito discreto, em 2010 conheci a minha alma gêmea para o sexo… Vou chama lá de JJ, eu sempre olhava ela com desejos, admirava aquele corpo perfeito, peitinhos durinhos e bumbum empinado, bariga lisinha e cara de santinha, mas eu sabia que por trás de um rosto angelical tinha uma vadia, aos poucos fui me aproximando dela e pouco a pouco começamos a nos conhecer, falar coisas de trabalhos e das nossas vidas e em um belo dia de calor resolvemos tomar uma cerveja após o dia cansativo de trabalho, saímos da empresa e fomos para um bar e começamos a beber e falar sobre as nossas vidas e papo vai papo vem começamos a sair do limite e iniciamos um papo sobre sexo, ela me perguntou se atras de um rosto de nerd tinha um safado e eu falei que não seria um rosto de safado mas sim de um tarado, então eu perguntei para ela se atras de uma mocinha angelical teria uma vadia e ela com um sorriso safado me respondeu que sim e se eu gostaria de conhecer o outro lado da mocinha angelical? respondi imediatamente que sim e pedimos a conta e fomos para um Motel na Marginal Pinheiros de SP, chegamos lá já começamos a nos despir e ela imediatamente abaixou bem devagar pegou na minha rola e falou que era como ela imaginava, eu estava muito exitado com o pau extremamente duro e ela não demorou para iniciar umas belas chupadas com aquela boquinha carnuda, me chupava como nunca fui chupado, colocava toda a minha rola na boca até engasgar e tirava ela toda babada e me dava um sorriso de quem queria muito mais, aos poucos ela foi se soltando mais e mais e então ela virou de quatro e falou para eu bater com o meu pau na bunda dela, respondi imediatamente com um sorriso e iniciei as batidas de rola na bunda dela, aos poucos vi que o clima estava mais que quente e então iniciarmos uma foda animal, a JJ gemia muito, nunca ouvi uns gemidos tão altos e gostoso, isso me dava mais tesão e cada gemida era uma estocada mais e mais forte, fizemos um sexo gostoso em todas posições possíveis e imagináveis, então para finalizar ela debruçou na cama empinou aquele bumbum e me pediu para eu foder o seu cuzinho, mais que de pressa eu coloquei a cabeça do meu pau na portinha do cuzinho dela e comecei a colocar bem devagar, aos poucos ela foi relaxando e minha rola foi sumindo em seu cuzinho, começamos bem devagar e aos poucos fui aumentando as estocadas em seu bumbum e ela adorando a maneira em que eu esta fodendo aquele cú gemia muito, dei umas belas bombadas e depois de um bom tempo de foda ela começou a se masturbar e gemia mais e mais alto até gozar, depois que ela gozou muito ela me pediu para eu encher o rabinho dela de leite quente, isso me deu um tesão que na hora eu bombei mais forte e comecei a gozar como um louco… depois desta foda viramos dois putos, safados, transamos muito mais e em vários locais da empresa, mais estes outros eu vou contar para vcs nas próximas oportunidades.

Até que em janeiro deste ano, ela pegou férias, e quando voltou disse que não iria sozinha pra praia no carnaval com as pessoas da família, que iria com o novo “namorado”…No carnaval ela foi com o namorado (um coroa, careca e uns 10 anos mais velho que ela) disse que tava na hora de sossegar a vida e ter alguém pra conviver no dia a dia e que a menina também precisava de um padastro, mas continuava a me olhar com aquela cara de puta….