Namorada Gemendo Gostoso No Motel

Namorada Gemendo Gostoso No Motel

Namorada Gemendo Gostoso No Motel

– Passarei o fim de semana aí em Guarapuava… Chego na quinta e vou embora segunda ou terça… quem sabe não marcamos algo? Te garanto pelo menos que eu vou chupar essa pica grande de um jeito que vc nunca viu… Pauzudo gostoso.

A sequência dos acontecimentos já a haviam deixado numa situação de quase gozo. Marcos olhava de longe para as duas garotas e mal-acreditava na sua sorte. O meu amigo retira os dois dedos e aproxima o seu caralho enorme do cuzinho dela e vai enfiando devagarzinho e ela gemendo.

Excitadíssima, arrebitei a bunda, passei mais um pouco de lubrificante no brinquedo e o enfiei no meu cuzinho quase que de uma vez… O prazer que senti foi indescritível, o consolo me penetrou até a base, e eu sentia o vibrador tremendo dentro da minha bunda… Senti meu cu piscando incontrolavelmente de tesão…– Aiii seu puto safado. Ela se virou e me encarou. Ao olhar no espelho, Jéssica mal se reconheceu: estava muito diferente, mais feminina, mais mulher.

Nesse ponto já não sabia o que fazer, mas estava morrendo de vontade de experimentar um pau de verdade dentro de mim me bombando fundo me inundando de porra. O cara bombava a moça, que tinha uma bunda perfeita, com muita força.

Que tesao vontade de morder nesse seu grelinho e chupa vc todinha.

Olho para ele e espero que entenda o recado, mas ele simplesmente nega com a cabeça e aproxima sua boca ao meu ouvido.

Vai ficar do meu lado, para a gente se abraçar, para sentirmos nossa ligação e vamos nos beijar bem gostoso. Nossa, era muito que até saiu um pouco.

Enquanto eu olhava e admirava aquela foto, não percebi que Cris entrara na sala e por alguns minutos ficara observando aquela minha cena olhando a sua calcinha na tela da câmera.

Abracei-a e ela disse que não estava com vontade de ir embora, ao que respondi que ela poderia ficar o tempo que ela quisesse, minha namorada estava de férias da faculdade e só voltava no final do mês. Ele meteu aquela pica virgem na minha buceta arregaçadinha e eu me matava de gemer. Eu adorava aquele motel, havíamos experimentado quase todas as suítes, ele era luxuoso, camas espetaculares, hidro, cadeiras eróticas, enfim tudo que era necessário para um sexo maravilhoso.