Noiva Novinha Rebolando Pelada Ao Som De Funk

Noiva Novinha Rebolando Pelada Ao Som De Funk

Noiva Novinha Rebolando Pelada Ao Som De Funk

AAHHMMMM…AHHHH…ai tio …fode tua putinha novinha…e.

Então bati na porta e entrei, ela se assustou, não sabia o que dizer, e nem eu sabia, foram cinco segundos de medo de insegurança, ela estva pelada olhando pra mim, de repente eu digo: Nossa que dlicia você assim. Eu e Julia estamos cada dia mais apaixonados e sempre quando da nos vemos pelo litoral ou ela da um jeito de vir para Campinas quando minha noiva (quase ex) não vem passar o final de semana. Diante daquela cena a minha bucetinha começou a esquentar, ai eu fui obrigada a tirar a roupa e ajuntar se a eles, minha irmã me puxou e me deu um beijo na boca, sua língua enrolou se na minha e sugou com vontade, quando ela me largou, ela começou a rir e falou, caralho maninha que gosto de porra, para disfarçar do meu marido eu falei, mas a sua também esta com gosto de porra, ela riu e falou, como você não estava aqui, eu chupei o pau do seu marido e você chupou o de quem, sem me preocupar falei, pois é eu também chupei um pau muito gostoso, meu marido deu um tapa na bunda dela e falou, chega de conversa e vamos gozar, enquanto eu chupava a sua boceta ela chupava a minha e assim ficamos até que nós três gozamos, rebolando e gemendo, nem dava para saber quem de nós três gemia mais alto, depois desse dia a minha irmã veio morar na minha casa e nós dormimos os três na mesma cama e passamos a noite fodendo e se divertindo, agora somos um casal de três e de tanto chupar a boceta da minha irmã, hoje eu já estou pratica e experiente para chupar uma bucetinha e fazer ela gozar bem gostoso….

Primeiro porque ficava algumas horas longe do olhar atento dos pais, em segundo lugar porque se sentia importante, fiscalizando que o trabalho na fazenda era feito a contento e em terceiro lugar porque achava o capataz bonitinho.