Novinha Gemendo Enquanto Siririca

5 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

visualizações

5 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Novinha Gemendo Enquanto Siririca

Novinha Gemendo Enquanto Siririca

Estava com 6 meses qdo isso aconteceu a barriga já tava bem grandinha e o nosso tesão so aumenta a cada dia( graças a Deus,kkk)nesse dia cheguei em casa mais cedo para preparar algo p maridão, já q ele tava viajando já havia um mês e 4 dias, isso eu já subindo pelas paredes, eu preocupada, pois minha barriga tinha dado um pulo e eu imaginando se ele ainda ia sentir tanto tesão por mim, me depilei toda como ele gosta, durante isso bati uma siririca para aliviar,kkkk, pensando na sua picona, tava na hora de busca-lo no aeroporto,fui anciosa,ele chegou me deu um bjo frio,fiquei triste já achando q n ia rolar e imaginando ele com outras,fomos no trajeto até em casa eu perguntando como foi a viagem e tal, e ele so falando o básico, eu dirigindo e ele olhando p minha barriga falando q tinha crescido bastante( ele ainda n sabe no momento que é um menino,deixei p contar qdo ele estivesse em casa)chegamos na garagem eu já desanimada, qdo desço do carro de repente ele me agarra e fala: que saudades minha putinha,isso já passando a mão na minha buceta,( e falou nossa ta do jeito q gosto lisinha, e vc já ta molhadinha,minha safada)me beijando bem gostoso,eu falei ai amor pensei q vc n tava afim, ele dizendo e chupando minha língua, n estou afim, minha vontade foi fuder com vc no aeroporto, eu falei então vem me comer ,passei a mão na sua pica grossa e fui abaixando fiquei de joelhos e passei a chupar bem devagar do jeito q ele adora,ele delirando falou vou gozar amor( ele nunca gozou tão rápido )e eu goza gostoso ele encheio minha boca de porra,eu engoli tudo deixei ele bem limpinho,ele chamou vem, tirou meu vestido qdo viu minha calcinha enlouqueceu dizendo;que delícia! vou te chupar todinha,pedir p irmos p quarto q era mais confortável p mim, chegando la ele me deitou na cama, afastou minha calcinha p lado e começou a me chupa, e eu, chupa amor,chupa sua putinha,morde meu grelinho vai,ele chupou gostoso meu grelo e meteu a língua gostosa na minha buceta,me fudendo com a língua e pediu goza vai,goza q estou com saudades de beber seu mel,eu;ai amor estou gozando, sem me deixar descansar alisando minha barriga ele me deu um bjo eu sentindo o gosto da minha buceta na sua boca,tirou então minha calcinha e me deitou de ladinho e passou a roçar a pica em mim eu, já doida pedi metir seu safado,come sua putinha vai,ele perguntando vc quer pica quer,eu quero,ele levantou minha perna e meteu, eu dei um grintinho ele perguntou, ta doento ta,ja perdeu o custume foi sua puta! fico fora um mês e essa buceta já fica fechadinha é!e eu;ai amor ta doendo,mas continua vai, ele bombando devagar,qdo de repente o nosso filho resolver mexer na minha barriga,ele ficou assustado e perguntou se tava tudo bem, eu louca p continuar levando pica falei, ele ta sentindo o pai dele comer gostoso a minha dele so isso( e dei risada). Em casa ninguém desconfiou, provas de vestibular são demoradas e não falaram nada, a noite com a conciência pesada dei um trato caprichado na patroa,não queria deixar rastros…Os próximos tres dias foram muito especiais para mim, me achando muito gostoso pensava afinal o que tinha feito para merecer uma novinha assim, uma coisinha tão gostosa. "Essa é a história de uma garota que virgem que sempre sonhou em ficar com Pedro e até que enfim, aconteceuBom, me chamo Valéria, cabelos pretos, olhos verdes, bundinha empinada, conheci o Pedro na internet, sempre trocamos mensagens, mas nunca cheguei a imaginar que teria algo a mais, maaaas, um dia, eu, Valéria, havia ido dar uma volta pela cidade e aproveitei para fazer uns exercícios na praça, na volta peguei uma bela chuva, a minha única saída foi bater na casa de Pedro e pedir abrigo até que a chuva passasse, ele todo educado e mal intencionado(ele sempre quis me comer), Pedro abriu a porta pra mim, me colocou para dentro de uma sala, me deu uma toalha para eu me enrolar e me ofereceu um café e eu aceitei, precisava de algo quente, bebi todo o café e percebi olhares de Pedro sobre meu corpo, sempre olhando minha boca, talvez fosse vontade de beijá-la, bom, a chuva não passava e eu queria muito ir ao banheiro, tive que usar o banheiro de Pedro, a necessidade era muita-Posso usar seu banheiro Pedro?-Pode, é logo ali naquela portaLevantei-me, entrei no banheiro, fiz minha necessidade, quando ia saindo dou de cara com Pedro, que logo me agarra pela cintura e cola meu corpo ao dele, eu queria sair mas ao mesmo tempo queria ficar ali, eu sentia muito tesão por Pedro, Pedro me beijou, nossas línguas faziam uma bela dança, durante o beijo senti Pedro pressionar com força meu corpo ao dele, e é claro, deu pra sentir aquele belo volumePedro me guiou até o quarto dele, e me jogou na cama-Você não imagina o quanto eu esperei por isso Valéria-Imagino sim, eu sempre sonhei em perder minha virgindade com vocêEnquanto falava isso percebi o volume no short aumentar, seria talvez o assunto de ser”virgem” que deixava ele ainda mais excitado, talvez né!?Bom, Pedro se jogou em cima de mim, tirou minha blusa e logo em seguida meu sutiã e começou a mamar em meus seios que já estavam sensíveis e com bicos bem duros de prazer, logo Pedro tirou meu short e em seguida a calcinha e caiu de boca na minha vagina, Pedro lambia com muita vontade, chupava, mordia, e eu me contorcia na cama, nunca havia sentido tanto prazer como aquele em minha vida, durante tantas chupadas e lambidas gozei na boca de Pedro, que fez questão de beber todo aquele mel que ele mesmo conseguiu arrancarTirei toda a roupa de Pedro, o deixando nu na minha frente com aquele pau não muito grande e nem muito pequeno quase na minha cara, Pedro pegou uma camisinha na carteira dele, a abriu, colocou no pau, se deitou sobre mim e iniciou um beijo, enquanto nos beijávamos percebia Pedro enfiar o pênis devagarzinho em minha periquita, ele pressionava, até um certo ponto estava prazeroso, mas logo doeu e eu gritei-Para Pedro, tá doendo-Tem que relaxar, pra poder entrar fácil, confia em mim e relaxaPedro voltou a enfiar e dessa vez com força e rapidez, logo o pau dele entrou todo, eu sangrei um pouco, ele limpou e logo mudamos a posição, era minha vez de cavalgar sobre aquele belíssimo pau, eu estava com vergonha mas até que estava gostando, Pedro se deitou e eu sentei naquele pau, comecei com movimentos leves, mas quando menos imaginei estava ali, rebolando e gemendo sobre Pedro, Pedro revirava os olhos de tanto prazerMudamos de posição várias vezes, até que quando eu estava de quatro, Pedro me avisou que iria gozar-Aaaa, vou gozar, quer esse leitinho quente em você quer gostosa?-Quero, quero ele dentro de mimPedro gozou em mim, aquele jato de porra quente invadiu minha boceta, e eu, fiz questão de meter alguns dedos e lamber um pouquinho daquela porra saborosa que eu mesma conseguiNos deitamos na cama lado a lado, ficamos conversando alguns minutos, Pedro fez outro oral em mim, até que a chuva passou e eu fui pra casa.

Ela deixou a bunda bater nas bolas e ficou assim por um tempo enquanto passava os peitos na minha boca e me agarrava pelo pescoço.